You are currently browsing the tag archive for the ‘pais’ tag.

Tudo começou com uma conversa no carro, a caminho de um fim de semana prolongado, graças ao feriado para os cariocas da estadia do Papa Francisco… Estamos a caminho do nosso descanso quando a criança manda a seguinte: “o mundo dá medo”.
Entendi  na hora, ela está começando a perceber que vive numa bolha. E resolvemos explicar que “bolha” é essa.

É toda proteção que a família cria para os filhos… Minha filha não assiste novela nem jornal, programas que pra mim são precursores ou lente de aumento de toda maldade que existe na sociedade — mas escuta falar das notícias… Que são comentadas no dia—a—dia, não vejo porque expor antecipadamente assuntos alarmantes.

Com o papo rolando no carro, explicação vem e vai, lembro a ela que o jogo do Mário Bros. não é nem justo nem perfeito para o jogador, várias vezes fazemos tudo direitinho e caímos num buraco ou de uma plataforma só porque estamos 0.1 milímetro fora da base. Disso ela entende, e lembra quando o Bowser mesmo morto atira uma bolinha de fogo e mata o Mário no fim da fase.

Explicamos então que o mundo não são só flores, que eu e o papai criamos uma bolha, como um escudo para protegê—la o máximo possível, mas infelizmente as informações, antes alheias ao seu mundinho, estão se aproximando e se tornando mais visíveis.

Então o papai manda a: “cada vez que você sai, mesmo com a gente, a bolha diminui. Estamos sempre correndo riscos”.

Digo então que a nossa função é essa, de proteger… Que já vivemos nessa bolha, e que no futuro espero que ela seja a provedora desse escudo para os meus netos.

Podemos até estar errados, mas como pais temos o direito de errar por excesso. E acho que estamos fazendo direito.

Só não posso mais me enganar, ela está crescendo, rápido, e preciso prepará—la, e ainda mais estar preparada para o que vier!

Anúncios

Amanhã é o primeiro dia de aula de 2009 para a minha filha. Oba, começam as minhas férias… Brincadeirinha, acredito que esse ano vai ser bem trabalhoso no meu emprego e como mãe… que venham os desafios.

Já fui fã de carteirinha de reuniões de pais… principalmente das do início de ano, ser apresentada a professora nova, conhecer a sala de aula, mas (sempre tem um MAS) perdi totalmente o tesão… não é culpa da instituição de ensino, não… a culpa é dos pais que não sabem qual é a diferença da educação que se deve dar em casa e a que a escola proporciona, vou além disso, com essa nova mania de achar que basta estar pagando que é dono do colégio ou da sala de aula e ainda mais do professor…

Me poupem… se gastamos uma baba em colégio particular para os nossos filhos, é porque, acreditamos que a formação dada pela instituição é aquela que acreditamos ser a melhor.

Mas não… o mercado consumista  é de tal força e estupidez que leva ao pais esquecerem que cada escola tem um plano diretor, um projeto político pedagógico e uma personalidade formada, a partir daí  sim devemos escolher o colégio que mais se aproxima dos valores cultivados pela família e não tentar a ferro e fogo mudar a forma de ser da instituição ” só por que tá pagando”…

E é culpa dessas pessoas que me leva a perder todo o interesse de estar numa reunião de pais…

O jeito é tentar fugir dessas enrascadas… ou ir a cada uma delas somente depois de ter tomado um passiflorine, maracujina ou dependendo dos casos um valium… assim calminho calminho pode ser que não se perca a paciência e aguente ficar na reunião até o fim.

Ah, faltou dizer o obvio: a reunião da minha filha foi hoje, e eu me arrependi de ter ido.

Digite seu endereço de email para acompanhar esse blog e receber notificações de novos posts por email.

Junte-se a 514 outros seguidores

Visitas

  • 30.815 chás e cafezinhos servidos

Atualizações Twitter

Anúncios
%d blogueiros gostam disto: