Um rapaz, um porteiro  – a julgar pela roupa (impecavelmente passada, com vinco e tudo, parecia engomada!), no bairro típico carioca, de características fascinantes, numa esquina, entre a praia e a rua Prado Júnior; passeando com um yorkshire terrier. Tamanho 1 – pelos escuros, coleira vermelha, guia também.

Volta para o rapaz… ele sonha em ser acompanhante de cães em exposições de raças; de costas ortopedicamente eretas, o antebraço dobrado a 90º perfeitos em relação ao braço – a guia reta, retinha, sem puxar o cãozinho, que se esgueira na parede para tentar fazer um xixi! É macho… e o sinal abre e perco de vista os dois.

Deixo pra trás o porteiro sonhador – impecável – e o cãozinho que não tria a menor chance num concurso. Cachorro visivelmente amado, bem cuidado, passeando cedinho na calçada de cá da beira-mar.

Imagem